serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.570 Estrutura Molecular .
G02.111.570.060 Sequência de Aminoácidos .
G02.111.570.820 Conformação Molecular .
G02.111.570.820.709 Conformação Proteica .
G02.111.570.820.709.275 Elementos Estruturais de Proteínas .
G02.111.570.820.709.610 Estrutura Terciária de Proteína .
G02.111.570.820.709.805 Homologia Estrutural de Proteína .
G02.111.810 Homologia de Sequência .
G02.111.810.200 Homologia de Sequência de Aminoácidos .
G02.111.810.200.820 Homologia Estrutural de Proteína .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.820 Homologia Estrutural de Proteína .
L01 Ciência da Informação .
L01.453 Serviços de Informação .
L01.453.245 Documentação .
L01.453.245.667 Dados de Sequência Molecular .
L01.453.245.667.060 Sequência de Aminoácidos .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Homologia Estrutural de Proteína .
Homologia Estrutural Proteica .
Grau de semelhança entre formas tridimensionais de proteínas. Pode ser uma indicação de pouca HOMOLOGIA DE SEQUÊNCIA DE AMINOÁCIDOS e usado para DESENHO DE DROGAS racional. .
0.82
34180
 
Conformação Proteica .
ESTRUTURA DE PROTEÍNA .
Forma tridimensional característica de uma proteína, incluindo as estruturas secundária, supersecundária (motivos), terciária (domínios) e quaternária das cadeias peptídicas. A ESTRUTURA QUATERNÁRIA DE PROTEÍNA descreve a conformação assumida por proteínas multiméricas (agregados com mais de uma cadeia polipeptídica). .
0.61
79154504
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.51
01470
 
Elementos Estruturais de Proteínas .
Elementos da Estrutura de Proteínas .
Elementos da Estrutura Proteíca .
Elementos Estruturais Proteicos .
Unidades da Estrutura de Proteínas .
Unidades da Estrutura Proteica .
Unidades Estruturais de Proteínas .
Unidades Estruturais Proteicas .
Estruturas tridimensionais distintas caracteristicamente formadas por sequências homólogas de proteínas. .
0.47
211
 
Sequência de Aminoácidos .
Estrutura Primária de Proteína .
Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA. .
0.47
316454298
 
Estrutura Terciária de Proteína .
Nível da estrutura proteica em que combinações de estruturas secundárias das proteínas (CONFORMAÇÃO PROTEICA EM ALFA-HÉLICE, CONFORMAÇÃO PROTEICA EM FOLHA BETA, regiões de alça e MOTIVOS DE AMINOÁCIDOS) se combinam dando origem a formas dobradas denominadas domínios. Pontes dissulfetos entre cisteínas em duas partes diferentes da cadeia polipeptídica juntamente com outras interações entre as cadeias desempenham um papel na formação e estabilização da estrutura terciária. .
0.46
40106522