serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A05 Sistema Urogenital .
A05.810 Sistema Urinário .
A05.810.453 Rim 5885 .
A05.810.453.466 Medula Renal .
C06 Doenças do Sistema Digestório .
C06.405 Gastroenteropatias .
C06.405.205 Gastroenterite .
C06.405.205.596 Enterocolite .
C06.405.205.596.700 Enterocolite Necrosante .
C06.405.469 Enteropatias .
C06.405.469.363 Enterocolite .
C06.405.469.363.700 Enterocolite Necrosante .
C11 Oftalmopatias .
C11.790 Doenças da Esclera .
C11.790.500 Esclerite .
C12 Doenças Urogenitais Masculinas .
C12.777 Doenças Urológicas .
C12.777.419 Nefropatias .
C12.777.419.393 Necrose do Córtex Renal .
C12.777.419.493 Necrose Papilar Renal .
C13 Doenças Urogenitais Femininas e Complicações na Gravidez .
C13.351 Doenças Urogenitais Femininas .
C13.351.968 Doenças Urológicas .
C13.351.968.419 Nefropatias .
C13.351.968.419.393 Necrose do Córtex Renal .
C13.351.968.419.493 Necrose Papilar Renal .
C14 Doenças Cardiovasculares .
C14.907 Doenças Vasculares .
C14.907.940 Vasculite .
C14.907.940.090 Arterite .
C14.907.940.090.720 Poliarterite Nodosa .
C14.907.940.897 Vasculite Sistêmica .
C14.907.940.897.500 Poliarterite Nodosa .
C17 Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo .
C17.800 Dermatopatias .
C17.800.862 Dermatopatias Vasculares .
C17.800.862.625 Poliarterite Nodosa .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.550 Processos Patológicos .
C23.550.717 Necrose .
G04 Fenômenos Fisiológicos Celulares .
G04.146 Morte Celular .
G04.146.638 Necrose .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Necrose Papilar Renal .
Papilite Renal Necrosante .
Complicações de nefropatias caracterizadas por morte da célula envolvendo a PAPILA RENAL na MEDULA RENAL. Os danos para esta área podem impedir o rim de concentrar urina resultando em POLIÚRIA. A esfoliação do tecido necrótico pode bloquear a PELVE RENAL ou o URETER. A necrose ou múltiplas papilas renais podem levar à FALÊNCIA RENAL. .
1.00
24839
 
Medula Renal .
Papila Renal .
Parte interna do rim. Consiste de estruturas cônicas estriadas - pirâmides de Malpighi, cujas bases são adjacentes ao córtex e os ápices formam papilas salientes que se projetam para dentro do lúmen dos cálices menores. .
0.69
196607
 
Necrose do Córtex Renal .
Necrose Cortical Renal .
Morte de células no CÓRTEX RENAL, um resultado normal final de várias lesões renais, incluindo HIPOXIA, ISQUEMIA e TOXICIDADE DE DROGAS. .
0.54
13721
 
Enterocolite Necrosante .
ENTEROCOLITE com ulcerações extensas (ÚLCERA) e NECROSE . É observada principalmente em RECÉM-NASCIDO DE BAIXO PESO. .
0.51
1072707
 
Poliarterite Nodosa .
Poliarterite Essencial .
Arterite Necrosante .
Periarterite Nodosa .
Forma de inflamação necrosante não granulomatosa que ocorre principalmente em ARTÉRIAS de médio calibre, frequentemente com microaneurismas. Caracteriza-se por dor muscular, articular e abdominal resultante de infarto arterial e cicatrizes nos órgãos afetados. A poliarterite nodosa com envolvimento de pulmão é chamada de SÍNDROME DE CHURG-STRAUSS. .
0.49
1194450
 
Necrose .
Processo patológico que ocorre em células que estão morrendo por causa de traumas irreparáveis profundos. É causado pela ação descontrolada e progressiva de ENZIMAS degradativas que produzem DILATAÇÃO MITOCONDRIAL, floculação nuclear e lise celular. Distingue-se de APOPTOSE, que é um processo celular normal, regulado. .
0.49
93052279
 
Esclerite .
Episclerite .
Esclerite Necrosante .
Refere-se a qualquer inflamação da esclera, incluindo episclerite, afecção benigna que afeta somente a episclera que tem geralmente vida curta e é facilmente tratada. A esclerite clássica, por outro lado, afeta os tecidos mais profundos e é caracterizada por altas taxas de perda da acuidade visual e mesmo mortalidade, particularmente na forma necrosante. Seu sintoma característico é uma dor de cabeça severa e generalizada. A esclerite também foi associada com doença de colágeno sistêmica. A etiologia é desconhecida, mas acredita-se que envolva uma resposta imune local. O tratamento é difícil e inclui a administração de agentes anti-inflamatórios e antissupressivos, como corticosteroides. A inflamação da esclera pode também ser secundária à inflamação dos tecidos adjacentes, como a conjuntiva. .
0.46
571123