serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C19 Doenças do Sistema Endócrino .
C19.787 Poliendocrinopatias Autoimunes .
C20 Doenças do Sistema Imune .
C20.111 Doenças Autoimunes .
C20.111.750 Poliendocrinopatias Autoimunes .
D01 Compostos Inorgânicos .
D01.268 Elementos .
D01.268.556 Metais Pesados .
D01.268.556.615 Nióbio .
D01.268.956 Elementos de Transição .
D01.268.956.687 Nióbio .
D01.552 Metais .
D01.552.544 Metais Pesados .
D01.552.544.615 Nióbio .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.445 Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308 DNA Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308.300 DNA Polimerase Dirigida por DNA .
D08.811.913.696.445.308.300.225 DNA Polimerase I .
D10 Lipídeos .
D10.532 Lipoproteínas .
D10.532.091 Apolipoproteínas .
D10.532.091.200 Apolipoproteínas A .
D10.532.091.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.070 Apoproteínas .
D12.776.070.400 Apolipoproteínas .
D12.776.070.400.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.070.400.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.125 Proteínas de Ligação ao Cálcio .
D12.776.157.125.050 Anexinas .
D12.776.157.125.050.100 Anexina A5 .
D12.776.521 Lipoproteínas .
D12.776.521.120 Apolipoproteínas .
D12.776.521.120.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.521.120.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
D13 Ácidos Nucleicos, Nucleotídeos e Nucleosídeos .
D13.695 Nucleotídeos .
D13.695.578 Polinucleotídeos .
D13.695.578.550 Polirribonucleotídeos .
D13.695.578.550.650 Poli I .
G17 Conceitos Matemáticos .
G17.035 Algoritmos .
G17.035.250 Inteligência Artificial .
I01 Ciências Sociais .
I01.409 Governo .
I01.409.418 Órgãos Governamentais .
I01.409.418.750 United States Government Agencies .
I01.409.418.750.600 United States Dept. of Health and Human Services .
I01.409.418.750.600.650 United States Public Health Service .
I01.409.418.750.600.650.200 Centers for Disease Control and Prevention (U.S.) .
I01.409.418.750.600.650.200.520 National Institute for Occupational Safety and Health (U.S.) .
L01 Ciência da Informação .
L01.224 Metodologias Computacionais .
L01.224.050 Algoritmos .
L01.224.050.375 Inteligência Artificial .
N03 Economia e Organizações de Saúde .
N03.540 Organizações .
N03.540.348 Governo .
N03.540.348.500 Governo Federal .
N03.540.348.500.500 United States Government Agencies .
N03.540.348.500.500.600 United States Dept. of Health and Human Services .
N03.540.348.500.500.600.650 United States Public Health Service .
N03.540.348.500.500.600.650.225 Centers for Disease Control and Prevention (U.S.) .
N03.540.348.500.500.600.650.225.520 National Institute for Occupational Safety and Health (U.S.) .
VS1 Sistema de Vigilância Sanitária .
VS1.001 Política Nacional de Vigilância Sanitária .
VS1.001.003 Administração Sanitária .
VS1.001.003.001 Fiscalização Sanitária .
VS1.001.003.001.001 Inspeção Sanitária .
VS1.001.003.001.001.002 Produção de Produtos .
VS1.001.003.001.001.002.001 Controle de Qualidade .
VS1.001.003.001.001.002.001.005 Medição de Risco .
VS1.001.003.001.001.002.001.005.001 Grau de Risco .
VS1.001.003.001.001.002.001.005.001.001 Grau de Risco I .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Inteligência Artificial .
Raciocínio Automático .
Raciocínio Computacional .
Sistemas de Visão Artificial .
Sistemas de Visão Computacional .
Aquisição de Conhecimento (Computador) .
Representação de Conhecimento (Computador) .
IA (Inteligência Artificial) .
Inteligência de Máquina .
Teoria e desenvolvimento de SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO que realizam tarefas que normalmente exigiriam a inteligência humana. Tais tarefas podem incluir reconhecimento de fala, APRENDIZAGEM, PERCEPÇÃO VISUAL, COMPUTAÇÃO MATEMÁTICA, raciocínio, RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS, TOMADA DE DECISÕES e tradução de idioma. .
0.52
20621060
 
Grau de Risco I .
Produtos de Risco I .
Risco I .
Corresponde à classificação de produtos que oferecem risco mínimo à saúde. .
0.36
00
 
Apolipoproteína A-I .
Apo A-I .
Componente proteico mais abundante das LIPOPROTEÍNAS HDL. Esta proteína atua como aceptor do COLESTEROL liberado das células, promovendo o efluxo do colesterol para o HDL e depois para o FÍGADO, para ser excretado (transporte reverso do colesterol). Atua também como cofator da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE, que forma ÉSTERES DE COLESTEROL nas partículas de HDL. As mutações no gene APOA1 causam deficiência de HDL, como na doença familiar de deficiência da alfa lipoproteína e em alguns pacientes com a DOENÇA DE TANGIER. .
0.35
507940
 
DNA Polimerase I .
DNA Polimerase I Dependente de DNA .
Pol I .
Fragmento Klenow .
DNA Polimerase alfa .
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em procariotos, e que pode estar presente em organismos superiores. Tem tanto atividade de exonuclease 3'-5'quanto 5'-3', mas não pode usar o DNA de fita dupla nativo como molde-iniciador. Não é inibida por reagentes sulfidrílicos e é ativa tanto na síntese quanto no reparo do DNA. Ec 2.7.7.7. .
0.35
72958
 
National Institute for Occupational Safety and Health (U.S.) .
Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional dos Estados Unidos .
Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional (E.U.A.) .
Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional (EUA) .
Instituto Nacional de Saúde e Segurança Ocupacional dos Estados Unidos .
Instituto Nacional de Saúde e Segurança Ocupacional (E.U.A.) .
Instituto Nacional de Saúde e Segurança Ocupacional (EUA) .
NIOSH .
National Institute for Occupational Safety and Health .
Instituto do CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION responsável por garantir condições de trabalho seguras e salutares e por desenvolver padrões de segurança e saúde. Atividades de pesquisa que visam estas metas são desenvolvidas. .
0.34
11264
 
Anexina A5 .
Anexina V .
Proteína Anticoagulante I de Placenta .
Ancorina CII .
Calfobindina I .
Endonexina II .
Lipocortina V .
PAP-I .
Proteína da família anexina isolada da PLACENTA humana e outros tecidos. Inibe a FOSFOLIPASE A2 citosólica e demonstra atividade anticoagulante. .
0.34
54472
 
Poli I .
Inosina Polinucleotídeos .
Ácidos Poli-Inosínicos .
INOSINA POLINUCLEOTÍDIOS .
Grupo de ribonucleotídeos inosina nos quais os resíduos fosfato de cada ribonucleotídeo inosina atuam como pontes formando ligações diéster entre as moléculas de ribose. .
0.34
0266
 
Poliendocrinopatias Autoimunes .
Poliendocrinopatia Autoimune-Candidíase-Distrofia Ectodérmica .
Síndrome Poliglandular Autoimune Tipo I .
Síndrome Poliglandular Autoimune Tipo II .
Síndrome de Schmidt .
Poliendocrinopatias Auto-Imunes .
Poliendocrinopatia Auto-Imune-Candidíase-Distrofia Ectodérmica .
Síndrome Poliglandular Auto-Imune Tipo I .
Síndrome Poliglandular Auto-Imune Tipo II .
Doenças autoimunes que afetam múltiplos órgãos endócrinos. O tipo I caracteriza-se por início na infância e é crônico (CANDIDÍASE MUCOCUTÂNEA CRÔNICA), enquanto que o tipo II exibe qualquer combinação de insuficiência adrenal (DOENÇA DE ADDISON), tireoidite linfocítica (TIREOIDITE AUTOIMUNE), HIPOPARATIREOIDISMO e insuficiência gonadal. Em ambos os tipos, foram detectados os ANTICORPOS de órgãos específicos contra uma variedade de GLÂNDULAS ENDÓCRINAS. A síndrome do tipo II difere do tipo I no sentido que está associada com haplótipos HLA-A1 e B8; o início da doença ocorre normalmente na fase adulta e não há candidíase. .
0.33
311112
 
Nióbio .
Nióbio-93 .
Colômbio .
Colúmbio .
Elemento metálico de número atômico 41, peso atômico 92,906 e símbolo Nb. .
0.33
101096
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.33
01470