serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.770 Sinais Direcionadores de Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.125 Proteínas de Ligação ao Cálcio .
D12.776.157.125.825 Sinaptotagminas .
D12.776.157.125.825.249 Sinaptotagmina I .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.990 Proteínas de Transporte Vesicular .
D12.776.543.990.850 Sinaptotagminas .
D12.776.543.990.850.249 Sinaptotagmina I .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.570 Estrutura Molecular .
G02.111.570.060 Sequência de Aminoácidos .
G02.111.570.060.670 Sinais Direcionadores de Proteínas .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.360 Estruturas Genéticas .
G05.360.340 Genoma .
G05.360.340.024 Componentes Genômicos .
G05.360.340.024.220 DNA Intergênico .
G05.360.340.024.220.400 Íntrons .
G05.360.340.024.340 Genes .
G05.360.340.024.340.137 Componentes do Gene .
G05.360.340.024.340.137.515 Íntrons .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Sinais Direcionadores de Proteínas .
Sinais de Direcionamento de Proteínas .
Peptídeos Sinais Líderes .
Peptídeos Sinais .
PEPTÍDIOS SINAIS LÍDERES .
SINAIS DE CLASSIFICAÇÃO DE PROTEÍNA .
PEPTÍDIOS SINAL .
SEQUÊNCIAS SINAIS .
SEQUÊNCIAS SINAIS DE PEPTÍDIO .
SEQUÊNCIAS SINAIS DE PEPTÍDIOS .
Sequências de aminoácidos encontrados em proteínas transportadoras que seletivamente direcionam a distribuição de proteínas para os compartimentos celulares específicos. .
0.69
89063
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.56
01470
 
/diagnóstico .
/achados .
/triagem .
/sinais .
/sintomas .
/rastreamento .
/uso diagnóstico .
Usado com doenças para todos os tipos de diagnóstico, incluindo exames, diagnóstico diferencial e prognóstico; exclui programas de rastreamento em massa para os quais "/prevenção e controle" é usado. Exclui os diagnósticos radiográfico, cintilográfico e ultrassônico para os quais "/diagnóstico por imagem" é usado. .
0.50
 
Sinais e Sintomas .
Manifestações Clínicas .
Observação Clínica .
Observações Clínicas .
Queixas e Sintomas .
Sinais .
Sinal Clínico .
Sinais Clínicos .
Sintoma .
Sintoma Clínico .
Sintomas .
Sintomas Clínicos .
Sintomas e Queixas .
Manifestações clínicas que podem ser tanto objetivas (quando observadas por médicos) como subjetivas (quando percebidas pelo paciente). .
0.50
 
Sinaptotagmina I .
Proteína transportadora vesicular expressada principalmente nos NEURÔNIOS. A sinaptotagmina ajuda regular a EXOCITOSE das VESÍCULAS SINÁPTICAS e parece atuar como um sensor de cálcio para desencadear a liberação do NEUROTRANSMISSOR. Atua também como receptor de algumas TOXINAS BOTULÍNICAS na célula nervosa. .
0.45
0717
 
Íntrons .
Sequências Interpostas .
Sequências de DNA localizadas nos genes entre os ÉXONS. São transcritos juntamente com os éxons, porém removidos da transcrição gênica primária por PROCESSAMENTO DE RNA deixando o RNA maduro. Alguns íntrons codificam genes independentes. .
0.44
2826351
 
/complicações .
/afecções associadas .
/doenças associadas .
/afecções coexistentes .
/doenças coexistentes .
/afecções concomitantes .
/doenças concomitantes .
/sequelas .
/sequela .
Usado com doenças para indicar afecções que coexistem ou sucedem uma outra, ou seja, doenças coexistentes, complicações ou sequelas. .
0.44