serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.620 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Álcool) .
D08.811.913.696.620.682 Proteínas Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700 Proteínas Serina-Treonina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700.646 Proteínas Quinases Direcionadas a Prolina .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.360 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.644.360.325 Reguladores de Proteínas de Ligação ao GTP .
D12.644.360.325.150 Proteínas Ativadoras de GTPase .
D12.644.360.325.150.750 Proteínas RGS .
D12.644.770 Sinais Direcionadores de Proteínas .
D12.644.770.805 Sinais de Orientação para Peroxissomos .
D12.776 Proteínas .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.790 Soroglobulinas .
D12.776.124.790.651 Imunoglobulinas .
D12.776.124.790.651.114 Anticorpos .
D12.776.124.790.651.114.580 Imunoconjugados .
D12.776.124.790.651.114.580.450 Imunotoxinas .
D12.776.377 Globulinas .
D12.776.377.715 Soroglobulinas .
D12.776.377.715.548 Imunoglobulinas .
D12.776.377.715.548.114 Anticorpos .
D12.776.377.715.548.114.580 Imunoconjugados .
D12.776.377.715.548.114.580.450 Imunotoxinas .
D12.776.476 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.776.476.325 Reguladores de Proteínas de Ligação ao GTP .
D12.776.476.325.150 Proteínas Ativadoras de GTPase .
D12.776.476.325.150.750 Proteínas RGS .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.519 Mecanismos Moleculares de Ação Farmacológica .
D27.505.519.389 Inibidores Enzimáticos .
D27.505.519.389.760 Inibidores da Síntese de Proteínas .
D27.888 Ações Tóxicas .
D27.888.569 Noxas .
D27.888.569.271 Imunotoxinas .
E02 Terapêutica .
E02.095 Terapia Biológica .
E02.095.301 Terapia Genética .
E02.095.301.500 Reparo Gênico Alvo-Dirigido .
E05 Técnicas de Pesquisa .
E05.393 Técnicas Genéticas .
E05.393.420 Engenharia Genética .
E05.393.420.301 Terapia Genética .
E05.393.420.301.500 Reparo Gênico Alvo-Dirigido .
E05.393.420.601 Engenharia de Proteínas .
E05.393.420.601.575 Mutagênese Sítio-Dirigida .
E05.393.420.601.575.500 Reparo Gênico Alvo-Dirigido .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.570 Estrutura Molecular .
G02.111.570.060 Sequência de Aminoácidos .
G02.111.570.060.670 Sinais Direcionadores de Proteínas .
G02.111.570.060.670.805 Sinais de Orientação para Peroxissomos .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Sinais Direcionadores de Proteínas .
Sinais de Direcionamento de Proteínas .
Peptídeos Sinais Líderes .
Peptídeos Sinais .
PEPTÍDIOS SINAIS LÍDERES .
SINAIS DE CLASSIFICAÇÃO DE PROTEÍNA .
PEPTÍDIOS SINAL .
SEQUÊNCIAS SINAIS .
SEQUÊNCIAS SINAIS DE PEPTÍDIO .
SEQUÊNCIAS SINAIS DE PEPTÍDIOS .
Sequências de aminoácidos encontrados em proteínas transportadoras que seletivamente direcionam a distribuição de proteínas para os compartimentos celulares específicos. .
0.83
89063
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.53
01470
 
Proteínas Quinases Direcionadas a Prolina .
Proteínas Quinases Prolina-Dirigidas .
Proteínas Quinases Prolina-Direcionadas .
Sub-classe de proteínas serina-treonina quinases que fosforila proteínas nos resíduos de SERINA ou TREONINA situados antes de um resíduo de PROLINA. .
0.49
050
 
Sinais de Orientação para Peroxissomos .
Sinal 1 de Orientação para Peroxissomos .
Peptídeo PTS1 .
Sinal 2 de Orientação para Peroxissomos .
Peptídeo PTS2 .
Sinais de ordenação de proteínas que direcionam proteínas para os PEROXISSOMOS. .
0.47
00
 
Inibidores da Síntese de Proteínas .
Antagonistas da Síntese de Proteínas .
Inibidor da Síntese de Proteínas .
Inibidores da Síntese Proteica .
Inibidor da Síntese Proteica .
Compostos que inibem a síntese de proteínas. Geralmente são AGENTES ANTIBACTERIANOS ou toxinas. O mecanismo de ação da inibição inclui a interrupção da elongação da cadeia peptídica, o bloqueio do sítio A dos ribossomos, a leitura errada do código genético ou o impedimento da ligação das cadeias laterais de oligossacarídeos com as glicoproteínas. .
0.42
237876
 
Proteínas RGS .
Reguladores de Proteínas de Sinalização de Proteína G .
Grande família de proteínas conservadas durante a evolução que atuam como reguladores negativos de PROTEÍNAS LIGADAS AO GTP HETERODIMÉRICAS. As PROTEÍNAS RGS atuam aumentando a atividade GTPase da subunidade G alfa de uma proteína ligada ao GTP heterodimérica, levando à reversão ao seu estado inativo (ligada ao GDP). .
0.41
21666
 
Imunotoxinas .
Conjugados Anticorpo-Toxina .
Híbridos Anticorpo-Toxina .
Conjugados Anticorpo-Citotoxina .
Toxinas Direcionadas .
Conjugados Toxina-Anticorpo .
Híbridos Toxina-Anticorpo .
Transportadoras de Toxinas .
Toxinas Conjugadas .
Toxinas Quiméricas .
Conjugados semissintéticos de várias moléculas tóxicas, incluindo ISÓTOPOS RADIOATIVOS e toxinas de bactérias ou de plantas, com substâncias imunitárias específicas como IMUNOGLOBULINAS, ANTICORPOS MONOCLONAIS e ANTÍGENOS. O agente imunitário antitumoral ou antiviral transporta a toxina para o tumor ou para a célula infectada onde a toxina exerce seu efeito tóxico. .
0.41
144285
 
Reparo Gênico Alvo-Dirigido .
Reparo de Gene Alvo-Dirigido .
Reparo de Genes Alvo-Dirigido .
Reparo Direcionado de Genes .
Reparo Gênico Focado .
Reparo Gênico Direcionado .
Reparo Gênico Dirigido .
Reparação Gênica Alvo-Dirigida .
Reparação de Gene Alvo-Dirigido .
Reparação de Genes Alvo-Dirigido .
Reparação Direcionada de Genes .
Reparação Dirigida de Genes .
Reparação Gênica Focada .
Reparação Gênica Direcionada .
Reparação Gênica Dirigida .
Técnica que utiliza oligonucleotídeos sintéticos para dirigir células inerentes do sistema de reparo do DNA para corrigir uma mutação para um lado específico em um epissomo ou cromossomo. .
0.40
0139