serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.493 Peixes .
B01.050.150.900.493.130 Caraciformes .
B01.050.150.900.493.130.150 Characidae .
B01.050.500 Invertebrados .
B01.050.500.500 Helmintos .
B01.050.500.500.294 Nematoides .
B01.050.500.500.294.400 Cromadoria .
B01.050.500.500.294.400.937 Espirurídios .
B01.050.500.500.294.400.937.700 Spirurina .
B01.050.500.500.294.400.937.700.680 Spiruroidea .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.583 Lamiales .
B01.650.940.800.575.912.250.583.520 Lamiaceae .
C01 Infecções Bacterianas e Micoses .
C01.252 Infecções Bacterianas .
C01.252.410 Infecções por Bactérias Gram-Positivas .
C01.252.410.222 Infecções por Clostridium .
C01.252.410.222.864 Tétano .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.092 Aminas .
D02.092.877 Compostos de Amônio Quaternário .
D02.092.877.787 Compostos de Tetraetilamônio .
D02.455 Hidrocarbonetos .
D02.455.426 Hidrocarbonetos Cíclicos .
D02.455.426.559 Hidrocarbonetos Aromáticos .
D02.455.426.559.847 Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos .
D02.455.426.559.847.562 Naftacenos .
D02.455.426.559.847.638 Naftalenos .
D02.455.426.559.847.638.960 Tetra-Hidronaftalenos .
D02.455.849 Terpenos .
D02.455.849.919 Triterpenos .
D02.455.849.919.490 Limoninas .
D02.675 Oniocompostos .
D02.675.276 Compostos de Amônio Quaternário .
D02.675.276.787 Compostos de Tetraetilamônio .
D04 Compostos Policíclicos .
D04.615 Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos .
D04.615.562 Naftacenos .
D04.615.638 Naftalenos .
D04.615.638.960 Tetra-Hidronaftalenos .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Limoninas .
Limonoides .
Tetranortriterpenoides .
Grupos de TRITERPENOS degradados no qual foi retirado o quarto carbono terminal da cadeia lateral C17 e a porção restante frequentemente forma os furanos C17. .
1.00
2933
 
Terpenos .
Terpenoides .
Isoprenoides .
Classe de compostos com unidades repetidas de 5 carbonos de HEMITERPENOS. .
0.56
13214017
 
Characidae .
Caracídeos .
Characinae .
Néon-Tetras .
Tetragonopterus .
Tetras .
Família de peixes de água doce da ordem CHARACIFORMES que inclui os néon-tetras. .
0.52
116304
 
Triterpenos .
Classe de terpenos (com a fórmula geral C30H48) formados pela condensação de seis unidades de isoprenos, equivalentes a três unidades de terpenos. .
0.49
5510802
 
Naftacenos .
Tetracenos .
Poliacenos com quatro anéis benzênicos fundidos na posição orto, em arranjo planar. Este grupo é mais conhecido pela subclasse denominada TETRACICLINAS. .
0.48
01300
 
Tétano .
Tétano Neonatal .
Infecção por Clostridium tetani .
Doença causada pela tetanospasmina, uma toxina proteica potente produzida por CLOSTRIDIUM TETANI. O tétano ocorre frequentemente após um ferimento agudo, tal como uma ferida por perfuração ou por laceração. O tétano generalizado, a forma mais comum, é caracterizado por contrações musculares tetânicas e hiper-reflexia. O tétano localizado apresenta-se como uma afecção atenuada com manifestações restritas dos músculos próximos ao ferimento. Pode progredir para a forma generalizada. .
0.46
 
Compostos de Tetraetilamônio .
Tetramon .
Tetrilamônio .
Compostos quaternários de amônia que consistem de um cátion de amônia em que o átomo de nitrogênio central encontra-se ligado a quatro grupamentos etila. .
0.45
33226
 
Tetra-Hidronaftalenos .
Tetraidronaftalenos .
Tetralinas .
Compostos parcialmente saturados de 1,2,3,4-tetra-hidronaftaleno. .
0.45
24115
 
Spiruroidea .
Gongylonema .
Physaloptera .
Habronema .
Tetrameres .
Superfamília de nematoides parasitas que requerem um ou dois hospedeiros artrópodes intermediários antes de serem ingeridos pelo hospedeiro terminal. Seus organismos ocorrem raramente no homem. .
0.44
14448
 
Lamiaceae .
Alfazema .
Labiadas .
Lamiáceas .
Glechoma .
Labiatae .
Leonotis .
Mesona .
Micromeria .
Schizonepeta .
Tetradenia .
GLEOCHOMA .
ROSMANINHO .
Família da planta menta. São caracteristicamente aromáticas, e muitas delas são cultivadas por seus óleos. Muitas possuem caules quadrados, folhas opostas e corolas tubulares bilabiadas e de boca aberta (pétalas unidas), com cálices com 5 lobos em forma de sino (sépalas unidas). .
0.43
741706